Fórum Anual de Intercâmbio e Peering

 

Até 2020, pelo menos 80% do tráfego da Internet consumido em África deverá estar acessível localmente e apenas 20% virá de fora do continente.

Este é o objectivo do  Fórum Anual de Intercâmbio e Peering de África (AfPIF)cujo 9º Fórum organizado pela Associação Sul Africana de Internet (ISPA), teve lugar de 20 a 24 deste mês na Cidade do Cabo na África do Sul.

O evento é anual e serve como plataforma para expandir e desenvolver a Internet africana. De acordo com Dawit Bekele, Director do Escritório Regional para a África da Internet Society, os objectivos estão mais próximos a cada ano graças ao AfPIF e às actividades que promovem interconexão e hospedagem de Internet em África.

83AD9EF1-0797-4981-9CF5-893886CABAC7

O Internet Peering é uma relação de negócios em que as operadoras concordam em fornecer acesso à rede umas das outras sem nenhum custo. Os usuários da Internet em toda a África beneficiam do Peering, que permite acesso aos conteúdos de maneira mais rápida menos cara e mais confiável.

A última conferência fez-se em conjunto com a iWeek e mais de 400 provedores de infraestruturas de transporte internacional, regional e sub-regional, trânsito e conteúdo, assim como para cima de 20 IXPs de África e não só, identificaram e discutiram maneiras de melhorar a interconexão de rede, reduzir o custo da conectividade e aumentar os usuários em África.

O primeiro AfPIF, em 2010, foi realizado pela Internet Society após constatar que a maior parte do tráfego de Internet é trocado fora do continente africano que poderia economizar custos se o fizesse localmente.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.